Homem é preso por estupro de adolescente de 14 anos em Guaramirim

Segundo a vítima, ele teria a forçado a sentar em seu colo após ter passado a mão em sua virilha e seios

Um homem foi preso após estuprar uma adolescente em Guaramirim.

O caso foi registrado no bairro Avaí, na noite deste domingo (23). A PM foi chamada para atender a ocorrência por volta das 23h30.

A PM recebeu uma denúncia de que um masculino teria abusado sexualmente de uma adolescente de 14
anos e estaria detido na residência.

Uma guarnição foi deslocada para o local, onde conversou com a mãe da jovem, que relatou que aluga a casa dos fundos do terreno para um casal de amigos, e que recentemente, há cerca de um mês e meio, o suposto abusador, o homem de 27 anos, começou a morar junto com o referido casal.

Entretanto, desde que ele começou a morar lá, nunca teve acesso a residência, nem tampouco deu confiança para que ele frequentasse sua casa.

Porém, conforme o relato da adolescente, o homem entrou em seu quarto gritando, falando para ela ir até o campinho de areia jogar futebol com ele e seus outros dois vizinhos.

Ela não queria ir, mas como ele a forçou, acabou cedendo e os quatro foram até o campinho.

Quando retornaram, o homem entrou atrás dela na casa pedindo para que ela colocasse algo para eles assistirem juntos na televisão, momento em que ocorreram os abusos.

Segundo a vítima, ele teria deitado no colo dela e começado a passar a mão entre sua coxa e sua virilha.

Em seguida, teria passado a mão em sua cintura, seus seios, puxado seus cabelos e a forçado a sentar no colo dele.

A adolescente relatou que ficou apavorada com a situação, mas não tinha forças para se desvencilhar dele.

Porém com a chegada da mãe, ela relatou todo o ocorrido e foi acionada a Polícia Militar.

A guarnição encontrou o homem sentado no degrau de entrada da residência dos fundos. Segundo a PM, ele não quis se pronunciar após indagado pelos policiais sobre o ocorrido.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao homem. Ele foi conduzido, juntamente com as partes envolvidas a Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos cabíveis.

Veja também

Nossa Região

Nossa Região

Nossa Região